Farmacêutica aluna do IBras relata participação na ALCF

A Academia Lusófona de Ciências Farmacêuticas (ALCF) já acabou, mas ficou marcada na lembrança dos participantes. O evento aconteceu dos dias 04 a 08 de junho, em Lisboa/Portugal, e reuniu farmacêuticos dos países falantes da língua portuguesa, como Angola, Brasil, Cabo-Verde, Moçambique, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

O encontro promoveu a realização de palestras, conferências, masterclass, workshop, short training temáticos, mesas redondas e visitas técnicas a farmácias portuguesas. Diversos profissionais farmacêuticos e gestores de farmácia aproveitaram os quatro dias de intenso aprendizado e trocas de experiências para levar o conhecimento adquirido ao seu país de origem.

O IBras também participou do evento. Entre os convidados de honra estava o nosso parceiro de realização da Pós-Graduação em Farmácia Clínica e Serviços Farmacêuticos, o presidente da Abrafarma Sérgio Mena Barreto e nossa professora do mesmo curso, Carmen Íris Tolentino. O Comitê Científico teve a participação do parceiro e Coordenador do Programa de Assistência Farmacêutica Avançada, Cassyano Correr, e o coordenador nacional de cursos do IBras, Roberto Canquerini.

Além de todas as participações nos comitês, uma de nossas alunas teve o trabalho científico apresentado, no último dia de evento. A farmacêutica Juliana Silva Vieira é especialista em Farmacologia Clínica e Farmácia Clínica com ênfase em prescrição farmacêutica pela Pós-Graduação promovida pela Faculdade Central e administrada pelo IBras.

Exemplo de dedicação e amor ao trabalho farmacêutico, Juliana conversou com o IBras sobre a experiência que, segundo ela, foi única e difícil de explicar e palavras. “A atividade máster da ALCF foi uma oportunidade ímpar de capacitação, da qual muito me orgulho ter tido a honra e oportunidade de participar”, conta.

O formato do evento teve como módulos/assuntos principais:
– A profissão farmacêutica no espaço lusófono: oportunidades e novos desafios (manhã do primeiro dia, formato de palestras sucedidas de mesa redonda).
– Portugalidade e as Ciências Farmacêuticas: o que de melhor tem sido feito na profissão farmacêutica no âmbito português, tanto em Portugal, como por farmacêuticos portugueses pelo mundo.
– Inovação em Saúde (2.º Dia do evento, que terminou com um role play)
– Dias 3 e 4: Serviços Farmacêuticos Centrados no Paciente, onde se incluíram diversas temáticas, tanto sobre as várias áreas de intervenção do farmacêutico, como sobre “Doenças Tropicais”, “HIV/AIDS e o papel do farmacêutico”, “Vacinas” e “Resistência a antibióticos”, com a tarde dedicada  à realização de visitas técnicas a farmácias comunitárias portuguesas da Grande Lisboa e posterior discussão e feedback entre todos, com os esclarecimentos necessários às dúvidas e diferenças entre os vários países envolvidos na Academia ALCF | 2018.
– Dia 5: Marketing Farmacêutico, onde foram focados temas como a Consulta Farmacêutica Estruturada, aula súmula sobre todos os aspetos focados ao longo da semana da Academia ALCF | 2018 e uma máster class sobre “Visual Merchandising”, com um arquiteto de Barcelona que levou projetos executados em farmácias.

Juliana ainda relata a experiência da apresentação de seu trabalho científico no último dia de evento. “Houve um espaço para a comunicação oral dos trabalhos científicos aceites pelo Comitê Científico da Academia, onde tive o grato gosto e a enorme honra de apresentar o meu trabalho e resultados do estudo subordinado ao tema: “REDUÇÃO DO USO ABUSIVO DE BENZOADIAZEPÍNICOS PELA POPULAÇÃO CARCERÁRIA DO CONJUNTO PENAL DE BARREIRAS – BAHIA – BRASIL”, desenvolvido por uma equipe multidisciplinar no Sistema Penitenciário de Barreiras-BA, regido pela empresa SOCIALIZA. Foram feitas várias considerações positivas e o trabalho desenvolvido, enaltecido. Fiquei a par com críticas construtivas, com o desafio à continuidade do trabalho, por outros campos ainda não considerados, tendo como base o novo sistema prisional com características de ressocialização, redução de riscos à saúde física/mental e ampliação da qualidade de vida dos sujeitos em situação de cárcere privado. O desafio foi aceito e estarei na Academia ALCF | 2019 para apresentar novos resultados do trabalho apresentado esse ano, como continuidade e melhoria do que venho desenvolvendo”.

A aluna ainda deixou agradecimento a todos que contribuíram ao seu trabalho, “em especial ao CRF-BA, à FAINOR, faculdade na qual me graduei, à SOCIALIZA- Novo Sistema Prisional e à Academia Lusófona de Ciências Farmacêuticas, pela oportunidade única de crescimento e aprendizado, que recomendo a todos os colegas farmacêuticos baianos”, completa.

Conheça a Pós-Graduação em      com ênfase em prescrição farmacêutica do IBras. Inscrições abertas em todo Brasil: http://ibras.com.br/cursos/farmacologia-clinica-farmacia-clinica-e-precricao-farmaceutica/

https://www.newsfarma.pt/noticias/5190-academia-lusófona-de-ciências-farmacêuticas-organiza-encontro-em-lisboa.html

Tenha acesso às Imagens

Usufrua das suas Imagens

Tenha acesso às Imagens

No sentido de proporcionar uma melhor experiência ao utilizar o website ALCF.pt, pedimos que nos forneça o seu nome e email.

Usufrua das suas Imagens

Share This
Junte-se ao Grupo ALCFEntre na conversa
Please accept our privacy policy first to start a conversation.